#ZPDailyReview: The Network – Trans Am

Gosta do trabalho do ZonaPunk?
Então se torne um apoiador e ajude-nos a manter o site ativo: https://apoia.se/zonapunk

Todo dia um review rápido, uma indicação do que ouvir e o caminho das pedras:

The Network – Trans Am (2020)

Em 2003, nós, The Network, avisamos a humanidade do destino que eles encontrariam no ano de 2020. Sem nenhuma surpresa, o ano de 2020 chegou e está exatamente como nossa profecia previu”. Com esse statement o Network anunciou seu retorno este ano.
Pra quem não lembra, o Network surgiu em 2003 como uma banda new wave secreta cujos integrantes “pareciam demais” com os caras do Green Day. Na época o grupo sustentou a brincadeira de indetidade secreta e soltou um disco tão excelente quando descompromissado, o “Money Money 2020”.
Agora Fink, Van Gough, The Snoo e demais integrantes soltaram o EP “Trans Am” que mantém a pegada new wave/synth de outrora, mas com uma aura um tanto mais sombria – sinal dos tempos.
Não era pra menos, 2020 é talvez pior do que qualquer um de nós imaginamos. Ainda assim, a brincadeira vem pra divertir e tira sarro de temas atuais como os que creem na terra plana – em “Flat Earth”, e os simpatizantes da extrema direita – em “Ivankkka Is A Nazi”, em clara referência a Ivanka Trump.
Billie Joe e Mike Dirn…ops, Fink e Van Gough dividem os vocais das músicas e no instrumental pagam tributo indireto ao que de melhor o Devo produziu em sua carreira.
As quatro faixas do EP são uma amostra do que vem por ai no full-length que sai em dezembro com o sugestivo título de “Money Money 2020 Part II: We Told Ya So!”.
Pra quem se decepcionou com o último disco do Green Day, o Network (assim como o disco de covers do Billie Joe) vem para restaurar sua fé no trio de Oakland.