Surra lança EP de covers santistas

Gosta do trabalho do ZonaPunk?
Então se torne um apoiador e ajude-nos a manter o site ativo: https://apoia.se/zonapunk

O release da banda diz o seguinte: Sem shows por conta da pandemia, o Surra decidiu passar grande parte de 2020 no estúdio. Dessa experiência surgiram várias ideias, e a primeira delas será desvendada agora. É o EP “100% Surra – Expropriando Sua Fábrica”, com homenagens a bandas da Baixada Santista, nosso local de origem.

A primeira escolhida foi a música Little Boy, do Sociedade Armada, banda icônica do hardcore praiano, com letras muito contundentes que, inclusive, servem de grande inspiração para nós. Nesse caso aqui, a música trata do maior atentado terrorista da história, as bombas atômicas lançadas contra o Japão no final da Segunda Guerra Mundial.

Em seguida temos Laje, do conjunto de Praia Grande Summersaco. Poucos sabem, mas essa cidade vizinha de Santos já teve algumas das melhores bandas do cenário extremo (além do Summersaco tivemos também o Entendeu?) e graças a esse pessoal nós tocamos nossos primeiros shows fora de Santos e abrimos nossa cabeça para sons e ideias diferentes. Mais ainda, fica aqui nossa homenagem para o nosso amigo Itzac, guitarra e vocal da Summersaco, falecido em 2019.

Não poderíamos deixar de destacar também o Larusso, banda que foi muito influente para nós no começo de nossa trajetória no underground. Na época em que éramos adolescentes e começamos a tocar Thrash, o Larusso era uma referência no Crossover santista, com várias pessoas que depois iriam se tornar grandes amigas e parceiras na formação da banda. Em um período de pouco público, eventos com cotas de ingressos e o auge do “pop punk”, esse pessoal nos mostrou qual era o caminho.

Para arrematar, temos um tributo ao grande Vulcano, uma das principais bandas que já saíram da Baixada para o mundo. “Total Destruição” é um hino do metal brasileiro e, para nos ajudar a afiar esse AÇO, nós tivemos o auxílio de Mauricio Nogueira (ex Krisiun, Torture Squad e Matanza) nos solos de guitarra e do vocal da destruidora Cacau Pinheiro.

Além do digital, o lançamento físico do material, extremamente limitado, será acompanhado de um skatinho de dedo com a capa do EP estampada no shape, que faz referência também ao nosso querido Charlie Brown Jr. e homenageia o grande Alexandre Magno, também conhecido como Chorão. A arte é assinada por Nathalia Neiva.

O trabalho foi todo gravado no nosso próprio estúdio em São Paulo, por nós mesmos, com mixagem e masterização de Leeo Mesquita e projeto gráfico de Guilherme Elias. E esse material é apenas uma amostra desse potencial, que em breve também poderá ser visto no nosso próximo EP de autorais inéditas, que sairá ainda neste ano conturbado.

Confira o lançamento aqui: 

Disponível em todas as plataformas digitais nesta sexta-feira 02/10/2020