Primeiro disco de estúdio do Télema chega hoje às plataformas

Gosta do trabalho do ZonaPunk?
Então se torne um apoiador e ajude-nos a manter o site ativo: https://apoia.se/zonapunk

por Luiza Trindade Ruiz: Indie rock e new wave – essa é parte da mistura que constrói “A Nado”, o primeiro álbum de estúdio da banda paulistana Télema. O resultado completo de um trabalho de anos de referências e vivências diferentes chega às plataformas dia 15 de setembro em 14 faixas compostas e produzidas pela banda. Com o primeiro single “Até A Madrugada”, previsto para o começo de outubro, a banda mostra influências oitentistas, que ao longo do disco passam por rock alternativo e indie, mostrando novos horizontes musicais em relação ao primeiro EP, lançado em 2012.
O nome do álbum pode ser interpretado como uma metáfora sobre “correr atrás”, “chegar do outro lado nem que seja a nado”, – o que eles fazem há 9 anos, desde 2011, quando se juntaram para formar o grupo.

Télema é formado por Cauê Alvarenga (guitarra e voz), Renan Cardoso (baixo e voz), Filipe Ramos (guitarra), Vitor Freitas (bateria) e Matheus Freitas (teclado). Em 2011, a banda criou um grupo no Facebook para trocar composições e arranjos de músicas chamado “No Sapato”, que viria a ser o nome de seu primeiro EP. O som da época trazia influências do indie rock do começo dos anos 2010. O primeiro EP foi gravado quando cresceu a necessidade de tirar do papel as músicas que eles faziam juntos durante os ensaios – e foi no final desse processo que veio o nome Télema – “bateu legal no ouvido de todo mundo”, diz Renan. A banda prefere não se limitar a um estilo, e passa por várias nuances diferentes. “A gente se define como uma banda de rock, e nada além disso, mas se fosse parar pra pensar acho que somos música para ouvidos que se interessem”.

Entre as faixas está “Que Beleza”, lançada em 2018. A faixa entrou na playlist Indie Brasil no Spotify, uma das maiores do gênero dentro da plataforma, e é a mais ouvida da banda
com mais de 13 mil streams. O álbum foi produzido pela própria banda, com captação no Estúdio 32 por Israel Taiguara, com mixagem e masterização de Ablan Namur na Flashbang Media House.