#ZPDailyReview: Johnny Thunders – Que Sera, Sera Resurrected

Gosta do trabalho do ZonaPunk?
Então se torne um apoiador e ajude-nos a manter o site ativo: https://apoia.se/zonapunk

Todo dia um review rápido, uma indicação do que ouvir e o caminho das pedras:

Johnny Thunders – Que Sera, Sera Resurrected (2020)

“Que Sera, Sera” é o disco lançado por Johnny Thunders em 1985, o último de sua carreira solo. Agora 35 anos depois, o disco recebe esta versão “Resurrected”, em box contendo três discos.
No primeiro cd o disco original ressurge com nova mix feita por Pat Collier do The Vibrators a partir das fitas da época, além de duas faixas novas e seis outtakes bônus -canções que foram gravadas na mesma sessão de estúdio, ou mesmo depois do álbum lançado, mas que estavam soltas por ai, todas dialogando com o mesmo estilo do disco principal. No remix Collier dá um grau a mais na guitarra de Thunders, instrumento e que ficou tão apagado no resultado final do disco, já que a busca por um som mais ‘polido’ em meados dos anos 1980 era a regra.
Já no cd dois, intitulado “Que Sera Sera – live in Europe”, temos 18 faixas ao vivo gravadas entre 1984 e 1985, registradas em três cidades diferentes da Europa contendo sons de seu trabalho solo, e clássicos da fase com os Heartbreakers (“Born To Lose”, por exemplo) e com o New York Dolls (“Personality Crisis”, a versão de “Pills” etc). A qualidade dos registros são variáveis, mas por ser material inédito até então vale a pena a audição e celebração.
E por fim, o terceiro cd tem o disco de estúdio com sua mixagem original e faixas extraídas dos singles da época.
Fechando o pacote, um livreto de 36 páginas com fotos inéditas da mesma sessão que ilustra a capa do álbum, fotos ao vivo e um texto de autoria da biógrafa oficial do artista, Nina Antonia.
Esta fase final de Thunders não é das mais populares, talvez apenas a faixa título do álbum seja mais popular entre os não iniciados, mas justamente por isso vale revisitar a obra agora, e talvez descobrir boas faixas que por tantos anos foram ignoradas. Aos que buscam um primeiro contato com a obra do guitarrista/vocalista, os discos dos Dolls e Heartbreakers ainda são os mais indicados.
Além da versão em CD gringo, o disco está disponível (desmembrado) nas redes digitais.