#ZPDailyReview: V/A – West Coast vs. Wessex

Gosta do trabalho do ZonaPunk?
Então se torne um apoiador e ajude-nos a manter o site ativo: https://apoia.se/zonapunk

Todo dia um review rápido, uma indicação do que ouvir e o caminho das pedras:

V/A – West Coast vs. Wessex (2020)

Tal qual fizeram com o Rancid em 2002, aqui o NOFX e transporta cinco faixas do Frank Turner para seu universo musical e vice-versa. É claro, as canções do cantor folk inglês se transformam praticamente em faixas autorais na mão do NOFX, que usa de diversos traços de sua musicaliade para imprimir sua personalidade nas faixas. Tem hardcore, punk rock, ska e até se arriscam em um arranjo mais grandioso na versão de “Glory Hallelujah”, hino ateísta que coube bem na proposta textual de Fat Mike e sua turma. Já “Substitute” recebeu novos versos, com citações a BDSM, deixando a música mais a gosto do freguês.
Já nas faixas onde Frank recria as canções do NOFX, o músico surpreende menos – ou talvez as canções do NOFX estejam mesmo bem mais gravadas em nosso subconsciente e mesmo o novo arranjo não tire a melodia original da sua cabeça. Entretanto a releitura de “Eat The Meek” é a mais interessante, assim como “Falling In Love”, quase irreconhecível, encerrando o split que nasceu de uma brincadeira e acaba por apresentar mais de Turner para o público hardcore punk e vice versa.
E aproveitando o review, vale registrar que até agora em julho de 2020, o supracitado split da BYO Records entre Rancid / NOFX não está disponível nas redes digitais. Nada substitui o disco físico. De toda forma, ouça (por hora) via Spotify: