Matt Berninger, do The National, lança mais um single solo; ouça “Distant Axis”

foto por Chris Sgoi e Tom Berninger

Gosta do trabalho do ZonaPunk?
Então se torne um apoiador e ajude-nos a manter o site ativo: https://apoia.se/zonapunk

Em antecipação à Serpentine Prison, o próximo disco solo de estréia de Matt Berninger – líder do aclamado grupo The National – Berninger lança a nova faixa “Distant Axis” com um vídeo que ele dirigiu ao lado de seu irmão, Tom Berninger, e Chris Sgroi. Assista aqui.
 
Berninger explica sobre a faixa, que ele escreveu com Walter Martin, do The Walkmen: “Eu conheci o Walter Martin quinze anos atrás, quando o The National abriu para o The Walkmen em uma turnê de clubes de merda no sudeste americano. Nessa turnê eu aprendi muito sobre como estar em uma banda sem arruinar sua vida. Também aprendi muito sobre a Flórida, Tennessee e Geórgia. Walt e eu ficamos amigos e, cerca de três anos atrás, começamos a transmitir idéias. “Distant Axis” começou com um esboço que Walt me ​​enviou com o nome de “Savannah”. Acho que é sobre ficar fora de contato com alguém ou algo que você pensou que estaria lá para sempre.

Serpentine Prison será lançada em 2 de outubro. O álbum, produzido pelo famoso multi-instrumentista Booker T. Jones, de Memphis, será lançado pela Book Records, uma nova marca formada por Berninger e Jones em conjunto com a Concord Records. O álbum apresenta contribuições de uma grande variedade de artistas notáveis, incluindo Matt Barrick (The Walkmen, Jonathan Fire * Eater), Andrew Bird, Mike Brewer, Hayden Desser, Scott Devendorf (The National), Gail Ann Dorsey (David Bowie, Lenny Kravitz) ), Booker T. Jones, Teddy Jones, Brent Knopf (EL VY, Menomena), Ben Lanz (The National, Beirut), Walter Martin (Os Walkmen, Jonathan Fire * Eater), Sean O’Brien, Mickey Raphael (Willie Nelson, Bob Dylan), Kyle Resnick (The National, Beirut), Matt Sheehy (EL VY, Lost Lander) e Harrison Whitford (Phoebe Bridgers). A produção adicional do álbum foi fornecida por Sean O’Brien.
 
Berninger estreou recentemente a faixa-título do álbum com um vídeo dirigido, filmado e editado por Tom Berninger e Chris Sgroi.