The Used lança “Cathedral Bell”

Gosta do trabalho do ZonaPunk?
Então se torne um apoiador e ajude-nos a manter o site ativo: https://apoia.se/zonapunk

Antes do lançamento do oitavo álbum na semana que vem, The Used lança uma nova música enérgica e cativante para os fãs, “Cathedral Bell”. A arte da capa em carta de tarô foi criada pelo artista Drew Merritt (@drewmerritt).
 
Uma porta range e então se fecha. A música se arrasta como arrepios na espinha: “In the sensory cave that you made / I lie awake” canta o frontman da The Used, Bert McCracken, na nova música.
 
“Isso me lembra ser criança”, disse McCracken por telefone em uma entrevista exclusiva à NYLON. “Tinha muita dificuldade em dormir quando era mais novo. Nunca queria ir para a cama e, quando ia, nunca consegui dormir. Me lembra ser criança, no escuro, depois da hora que eu deveria dormir.”

Heartworko oitavo álbum da banda, será lançado na próxima sexta-feira, 24 de abril via Big Noise. A coleção tem o mesmo espírito do par de álbuns de platina que introduziram The Used no mundo, combinado com o ar dramático de seu terceiro, certificado em ouro. A emoção e sinceridade encontradas em The Used (2002) e In Love and Death (2004) são mais urgentes e insistentes do que nunca em Heartwork, uma obra diversificada de 16 músicas, repleta de significados. Ele atravessa uma ampla gama temática que vão da exploração lírica, autoconsciência e política.
 
A energia do Heartwork soa familiar às multidões que viram The Used ao vivo, seja no Ozzfest, Warped Tour ou no Projekt Revolution; em sua turnê com Take Back Sunday; ou no Taste Of Chaos, com My Chemical Romance, Rise Against, Killswitch Engage e Underoath.

Músicas como os recentes singles “Blow Me”, “Paradise Lost, a poem by John Milton” e o single de hoje “Cathedral Bell” estão ao lado dos clássicos do screamo, sons marcantes que caracterizam o gênero. As músicas “The Bird and the Worm”, “The Taste of Ink”, “All That I’ve Got”, “I Caught Fire” e “Blood On My Hands” são amadas por sua crueza, autenticidade e empatia, valores de uma legião de ouvintes que estão espalhados pelo mundo inteiro. Como Kerrang! ressalta, The Used é a vanguarda que originou a cena que nos deu My Chemical Romance e Fall Out Boy.
 
Heartwork marca o retorno de John Feldmann à produção de The Used, enquanto produz o álbum, também está como A&R na Big Noise.
 
“Não poderia estar mais honrado ou grato por ter uma das minhas bandas favoritas na minha gravadora! Eles são uma das bandas mais influentes dos últimos 20 anos e estamos fazendo um álbum definidor”, compartilha Feldmann: “Eles são uma das melhores bandas ao vivo que já vi e Bert é possivelmente o melhor cantor com quem já trabalhei. Esse é um sonho meu desde que os conheci em 2001.”

Feldmann assinou com The Used na Reprise Records em janeiro de 2002, um curto ano após a formação da banda em Orem, Utah. Ele também produziu alguns dos maiores álbuns da banda, como o primeiro álbum, Maybe MemoriesIn Love and DeathLies for the LiarsVulnerable e Imaginary Enemy.